Sim, no dia da mãe
o coração é amarelo

Para quem ama a mãe natureza.

Trabalho a concurso

Memória descritiva

O desafio da construção de um coração amarelo com embalagens tetrapak para comemorar o Dia da Mãe foi aceite com alguma surpresa pelas crianças do Jardim de Infância de Alfarazes, pela obrigatoriedade da cor “amarela”, por fugir ao estereótipo da cor habitual do coração (vermelho ou rosa)…
Foi explicado às crianças o porquê da escolha desta cor, associada ao ecoponto amarelo e à importância do contributo da reciclagem para a sustentabilidade; como no nosso Jardim de Infância já é prática habitual reutilizarmos diversos materiais, foi fácil cumprir a 1ª etapa: reunir diversos materiais de cor amarela (tecidos, papéis, tampas de garrafa, aparas de madeira e de lápis, esfregão, flores artificiais e de tecido, massinhas fora do prazo de validade,…) e também as obrigatórias embalagens tetrapak, com o símbolo ”protege o que é bom”.
A inspiração para o nosso coração veio da história “ Coração de mãe”, de Isabel Minhós Martins (texto) e Bernardo Carvalho (ilustração), em que “Afinal o coração de mãe não é só um músculo que bate sem parar… É um lugar mágico onde acontecem as mais extraordinárias das coisas”…; decidimos preencher um coração amarelo com inúmeros corações duplos, feitos de embalagens tetrapak, decorados com recurso á reutilização de diversos materiais amarelos; cada um dos corações tem uma frase (segredo) no seu interior, produzida pelas crianças, alusiva aos sentimentos que a Mãe e a Mãe Natureza exprimem quando os filhos as amam e respeitam, tal como refere o hino do nosso Jardim de Infância
“respeitar a natureza,
do fundo do coração,
apreciar a sua beleza
é ter o futuro na mão…”
Paralelamente as crianças foram incentivadas a continuar a depositar as embalagens no ecoponto amarelo e foi feito um trabalho de identificação e utilização deste ecoponto com as crianças do grupo dos 3/ 4 anos, a partir da história “Chico fantástico, super-herói de plástico”, de Pedro Seromenho.

Escola: Jardim de Infância de Alfarazes

Professor coordenador do trabalho: Celeste Maria Monteiro de Mendonça Cruz e Sousa